quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A INVERSÃO DA VERDADE


“E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.” (Romanos 1.23 - 25)

O pensamento sobre o texto de Romanos 1.23 - 25 é bem voltado ao que se pode ver entre as religiões panteístas, presentes em todo o mundo.
O texto acima é uma referência direta ao tipo de culto e procedimento religioso seguido por
religiões como hinduísmo, afro-brasileiras, bruxaria (tanto magia branca como negra), etc. São tantas as ramificações religiosas dentro dessa linha de pensamento, que se fôssemos destacar cada, o espaço de postagem ficaria pequeno.
O panteísmo é uma linha de pensamento, que basicamente afirma que tudo é “deus”. O cosmos é “deus”, assim como nós somos parte dessa divindade, as plantas também o são, os animais, enfim, segundo eles, “deus” é manifestado como esse “ser divino” a partir de tudo o que existe na realidade. Nessa realidade a divindade não pode ser pessoal, não pode se comunicar com os que a invocam, pois na verdade os que a invocam ou adoram, são eles mesmos o seu “deus”. Não há o mínimo de pessoalidade.
Creio que esse pensamento religioso seja o ápice da ignorância humana. E sei que essa declaração que estou fazendo pode ferir a alguns que estejam lendo essa postagem. Mas não posso deixar de expressar minha tristeza ao ver pessoas cultuarem todos os tipos de criaturas como divinas, quando na verdade são verdadeiramente criaturas apenas. Não posso deixar de manifestar minha indignação ao ver o homem achar que seu poder mental é o que há de mais magnífico em todo o universo, cultuam o poder da mente, como se esta fosse capaz de realizar todas as coisas possíveis e impossíveis. Quanto engano, quanta cegueira, quanta idolatria! Quanta ignorância!
A grande loucura nisso tudo é justamente o desdobramento desse tipo de pensamento, que é descrito no verso 24, onde Paulo diz que “por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si”. O desvio da adoração a Deus leva o homem a adorar a si mesmo como divino, ou qualquer outra forma criada, como vacas, bodes, pedras, e tudo mais que houver na criação. Vemos pessoas se flagelando em rituais às divindades hindus, vemos sacrifícios humanos acontecerem em países como Guianas, onde crianças são entregues vivas para holocaustos às entidades cultuadas pelos feiticeiros locais, vemos orgias sendo realizadas em cultos às divindades veneradas na bruxaria, rituais envolvendo relações sexuais em círculos de satanismo, e muitas outros casos ocorrem nessas linhas.
Os próprios cultos afro-brasileiros, como na umbanda e candomblé, são realizados para a manifestação dos orixás, e outros espíritos tidos como guias, onde os mesmos são ovacionados por realizarem “prodígios”, e mais uma vez a glória devida ao Deus Todo-Poderoso é desviada para outras entidades e pessoas.
Tudo isso acontece e sempre aconteceu, desde que o homem caiu em seu pecado. A rebeldia de alma do homem sempre o fez buscar respostas em outras coisas, que não fossem de Deus. A rebelião e cegueira causadas pelo pecado do homem o fazem mudar a verdade de Deus em mentira, e honrarem e servirem mais as criaturas do que o Criador.
Diante de tanto afastamento, Deus permitiu que os homens fossem entregues aos desejos corrompidos do seu coração, para que em sua liberdade o homem pudesse fazer o que achasse melhor para si. Mas é claro que um ser corrompido não pode gerar a partir de si mesmo obras que não sejam corrompidas, e brotando de corações e mentes corrompidas, esses tipos de pensamentos e práticas religiosos têm levado muitas pessoas a caminhos de perdição, e ainda assim elas acham que estão em caminhos corretos e que esse texto não passa de fundamentalismo religioso.
Esse estado de corrupção humana é deplorável e totalmente reprovável por Deus, cujo o poder é manifesto na Sua criação, tornando todos aqueles que o desprezam e desviam Sua glória aos ídolos do coração e da mente, indesculpáveis.
É necessário que o homem se volte para Deus, e passe a olhá-lo novamente como o Senhor Criador de todas as coisas, Único Merecedor de Honra, Glória e Louvor para todo o sempre! Amém!