segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

EVANGELHO PURO E SIMPLES

Por Rafael S Gomes

video

Há algum tempo que critico a maneira como a pregação do evangelho tem sido encarada no meio evangélico contemporâneo. Sobram "vitórias" e "sonhos", mas falta Cristo, cruz, ressurreição. O que acontece é que a pregação tem se tornado cada vez mais antropocêntrica e extremamente chata. O que me parece (pelo menos é o que transparece) é que muitos pregadores memorizam livros de auto-ajuda e psicologia barata na hora em que se preparam para o sermão. O resultado disso é fácil de perceber, bastando olhar para a realidade superficial em que muitas pessoas vivem atualmente dentro das igrejas.
O verdadeiro evangelho deve ser pregado ininterruptamente nas igrejas, e obrigatoriamente deve-se falar do pecado, de modo a denunciá-lo, da necessidade de redenção, da ira de Deus contra a degeneração da criação, da Sua justiça aplicada ao pecado e a todo gênero pecaminoso através de Cristo e Sua graciosa obra da cruz. A sociedade precisa ouvir a mensagem salvífica, afinal, essa é a grande comissão na qual fomos envolvidos.
Um evangelho que se presta a amaciar egos, falar de coisas aprazíveis aos homens e abordar apenas questões de cunho social e psicológico, não tem poder para mudar nada, logo, torna-se totalmente desnecessário e irrelevante.
Pense nisso!

Deus a todos abençoe!