segunda-feira, 20 de maio de 2013

SE DEIXARMOS DE LER A BÍBLIA POR UM DIA, DEUS NOS CASTIGARÁ?


Por Pr. Igor Nogueira

Esses questionamentos e outros semelhantes, como: não fui ao culto hoje, será que pequei? Para ser cristão eu tenho que estar na Igreja? Deus me castigará se não der o meu dízimo? E, muitos outros têm permeado a mente das pessoas que congregam ou não em nossas Igrejas Locais, por isso resolvi neste breve texto tratar, de uma maneira geral, de responder a estas questões que envolvem o mesmo problema; quem somos e quem é Deus para nós.
As Escrituras nos dizem que Ele é o “Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso” [1]. Deus não muda, o mesmo Deus Todo-Poderoso que falou para Abrão  “anda na minha presença e sê perfeito” [2], continua chamando Sua Igreja em Cristo para viver em Santidade, em perfeição, ao que nos diz: “Sede santos, porque Eu Sou Santo” [3], contudo o problema está em não entendermos o nosso relacionamento com Deus.
Vivemos num país místico, que conduz relacionamentos com entidades chamadas “divinas” baseadas no medo e na barganha, cuja graça recebida é paga por meio de uma oferenda dada antecipadamente, ou mesmo uma promessa de algo a ser feito. Mas, a pergunta permanece: e Deus? O Senhor, nosso Deus não é uma entidade esperando uma oferenda nossa para nos abençoar. Ele é Santo, Misericordioso, Amoroso, Justo. Por isso, não há nada que possamos oferecer a Ele que não venha 
d’Ele mesmo. Logo, por pensarmos nestas coisas de maneira errada sempre haverá a possibilidade de vivermos um relacionamento medroso e infeliz, imaginando que Deus está num trono, com raios nas mãos, pronto para lança-los sobre nossa cabeça, se não fizermos o que Ele manda. 
Deus é Pai e Amor [4]. Ele decidiu nos amar antes mesmo de o conhecermos como Senhor e Salvador [5] decidiu salvar-nos enviando Seu Filho unigênito. Por amor, Ele se revelou a nós, “libertando-nos do império das trevas nos transportando para o reino do Filho do Seu amor” [6]. É bem verdade que Deus não inocenta o culpado, por isso temos que ter em mente que Ele por ser Santo, “não passa a mão na cabeça de ninguém”, mas a sua relação conosco é baseada em amor, em grande e puro amor, de maneira que Ele deseja que vivamos a cada dia conhecendo o Seu grande amor com que nos amou [7], por isso tenhamos a certeza de que o Seu amor por nós não muda, nem jamais mudará, Sua Graça sobre a nossa vida não passará, sempre o teremos conosco, contudo somos humanos e falhos nos nossos relacionamentos.
Somos falhos nos nossos relacionamentos. Esse é o ponto. Precisamos de motivadores que sirvam de combustíveis em nossos relacionamentos uns com os outros, pois se assim não fora, deixaríamos facilmente as pessoas que amamos, sejam pais, filhos, cônjuges, amigos, e outros, não importando o quanto declaremos amor a estas pessoas. Por exemplo, precisamos estar em contato com os nossos cônjuges para que o fogo do amor existente em nós se mantenha aceso e constante, mas mesmo assim por vezes magoamos as pessoas que amamos. E, como fica o nosso relacionamento com Deus no que diz respeito à pergunta que fizemos acima, em relação a não leitura de Sua Palavra diariamente?
Deus não muda, e Seu amor é perfeito, por isso ao dizer que ama, o faz perfeitamente e não precisa de motivadores externos como o contato pessoal, por exemplo, para nutrir o amor que sente por nós, pois Seu amor dedicado a nós por Cristo Jesus é eterno, infinito e como dissemos antes, perfeito. Contudo, nós precisamos estar em contato com o Senhor diariamente se quisermos amá-lo de todo o coração, precisamos de motivadores para nutrir o fogo da paixão e do amor pelo Senhor nosso Deus. Esse combustível do amor é a leitura e meditação de Sua Palavra, oração, comunhão dos Santos, ou seja, estar na igreja participando dos cultos, ter o privilégio de ser parceiro do Senhor na obra que Ele está fazendo nesta terra contribuindo com os nossos dízimos, ofertas para missões e afins, nos esforçando para olhar os mais pobres e, dentro das nossas condições, os ajudarmos, etc. Mas, em primeiro lugar está a leitura das Escrituras e meditação com orações. Nas Escrituras está o caráter de Deus, está escondido o sorriso de Cristo por amor a nós, está descrita a maneira como devemos nos relacionar com Deus e com o próximo, está o segredo para se conhecer e amar a Deus. 
Por isso, querido irmão, quando deixamos de ler a Sua Palavra, Deus não nos castigará, porque já estamos perdendo, porquanto a cada dia que passamos sem contato com as coisas de Deus, principalmente Sua Palavra e orações, deixaremos de percebê-lo em nós e, com o passar do tempo deixaremos de amá-lo. 
Existem tribulações que nós mesmos procuramos. Quando deixamos as Escrituras, estamos abrindo brechas em nossa vida para as ciladas de satanás e para uma vida sem a real presença do Senhor, o nosso Deus.
Leia a Bíblia! Leia e medite, para que no seu coração possa arder o fogo do amor do Senhor por você, pois só se relacionando com Ele pela Sua Palavra que você sentirá a cada dia o quanto Deus lhe ama.

Notas:
[1] Apocalipse 1.8
[2] Gênesis 17.1
[3] 1 Pedro 1.16
[4] 1 João 4.8
[5] Romanos 5.8
[6] Colosensses 1.13
[7] Efésios 2.4