quarta-feira, 17 de junho de 2009

PEREGRINOS NESTE MUNDO

O Senhor nos deixou viver neste mundo para um fim específico: anunciar as boas novas de Jesus para a humanidade. Esse é o motivo pelo qual Deus nos permite viver aqui. Logicamente que nessa vida estamos sujeitos às influências, muitas vezes boas, mas por outro lado, temos muito mais influências malignas vindas do mundo e tentando permear nossas vidas.Lá em Romanos podemos ver uma clara instrução de Deus para os homens: "Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (cap.12 ver.2). Ele nos alerta quanto à nossa vivência neste mundo. Não devemos nos conformar com o que o mundo nos apresenta, pois aqui não há nada de bom, pelo contrário, as melhores coisas estão no reino de Deus, elas vêm do alto, vêm do Pai que está nos céus.A nossa vida é uma luta diária, pois somos peregrinos em uma terra onde há muitos inimigos a serem confrontados. Abaixo leremos um texto que Deus colocou no meu coração a fim de que pudesse compartilhar aqui. Ele fala a respeito do povo de Deus, quando o mesmo estava para se preparar a adentrar na terra prometida. No texto Deus manda que o povo se acautele com o que haverá de encontrar na terra e acima de tudo, vigie, sendo obediente à sua palavra. Vamos ver o que o texto diz:
"Não farás concerto algum com eles ou com os seus deuses. Na tua terra não habitarão, para que não te façam pecar contra mim; se servires aos seus deuses, certamente será um laço para ti." (Êxodo 23.32-33)
A terra que o texto fala é a nossa vida. O termo "eles" e os deuses que a Bíblia relata são as influências mundanas, sejam elas pessoas que se aproximam de nós para nos influenciar de forma negativa, ou atitudes que tomamos. Muitas são as seduções que o inimigo usa para nos laçar. Devemos vigiar e orar sem cessar!Não somos desse mundo, como eu falei ateriormente, somos peregrinos. O povo de Deus, no livro de Êxodo, estava experimentando uma passagem pelo deserto. Ali permaneceram por 40 anos, mas passaram. Ele não ficaram ali naquele deserto de maneira definitiva. Assim também é a nossa passagem por esta terra, ela não é definitiva.No deserto o povo foi aprimorado para poder alcançar a terra prometida, logo, aqui na terra nós somos aprimorados para alcançarmos a vida eterna com o Senhor. No deserto não fincamos estacas para construir moradas permanentes, ou seja, não devemos pôr o nosso coração neste mundo, nas coisas materiais, pois estamos apenas de passagem, o nosso destino é outro, é um lugar bem melhor. A eternidade com Cristo!O problema é que as pessoas estão cada vez mais se apegando aos "deuses" e "habitantes" daqui. Somos corpo material, por isso somos tão atraídos pelo que vemos. Dessa forma o inimigo tenta nos desviar de nosso objetivo final, nos apresentando riquezas, fama, poder, dinheiro, diversão, entre outras coisas mais. Mas tudo isso um dia passará (Mateus 24.35), nada ficará aqui para sempre. A matéria é corrompida pelo tempo.Lembra-se do que diz o texto: "Na tua terra não habitarão, para que não te façam pecar contra mim..."; quando abrimos nossas vidas às seduções mundanas, automaticamente fechamos o nosso coração para Deus, e fatalmente começamos uma vida de constante afastamento de dEle.
Devemos viver cada dia como sendo o último de nossas vidas. A cada dia temos de estar com a bagagem pronta para partir. Deus mandou que vigiássemos a sua volta (Mateus 24.42), para que não fôssemos pegos de surpresa. Vigiar é preparar-se a cada dia; viver em constante aprimoramento, buscando a face de Deus e o seu reino.

Vivamos todos ao regresso do nosso Senhor Jesus, que há de vir em glória (Mateus 25.31), e reunirá consigo todos os seus filhos, aqueles que no seu nome creram, e que a sua palavra guardaram e praticaram, e sua vida a Ele entregaram.

Aleluia, Jesus está voltando!