segunda-feira, 27 de junho de 2011

TODOS OS CAMINHOS LEVAM A DEUS?

"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (João 1.14)
Eu estava realmente me sentindo incomodado a escrever um artigo sobre pluralismo religioso, na verdade, se tem uma coisa que me incomoda profundamente é essa visão relativista que temos no meio religioso (na verdade, essa visão domina o pensamento contemporâneo não só na religião).
Tudo começa a partir da perspectiva de que todos nós parecemos viver em um supermercado, e nas prateleiras do supermercado nós encontramos milhares de "produtos" religiosos diferentes. É uma visão para cada cabeça, mas caso você não concorde com as milhares de visões expostas nas prateleiras você pode criar a sua e colocar exposta também.
O mais impressionante nisso tudo não é o fato de termos diferentes (inúmeras) visões religiosas, mas o fato de termos diferentes versões de Jesus expostas nas prateleiras. Existem várias versões de Jesus para serem adquiridas, basta você escolher qual a que você quer. Tem a dos muçulmanos, tem a dos kardecistas, tem a dos católicos, tem a dos mórmons, tem a dos céticos, a dos ateus, a dos agnósticos, e por aí vai! Mas você sabe qual é a mais rejeitada das versões de Jesus?! Por incrível que pareça é a da Bíblia!
Sabe, as pessoas não estão interessadas em uma mudança de vida e de paradigmas, como foi proposto por Jesus, quando Ele disse que se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me (Marcos 8.34). Isso é um tremendo tapa na cara de um religioso, pois Jesus sabe a tendência que temos às nossas próprias idéias e convicções, e como elas nos atrapalham na hora de enxergar a verdade, pura e simplesmente. É muito difícil admitir que estamos errados acerca de um ponto de vista, por isso é mais fácil adaptarmos a idéia original ao nosso pensamento e não o oposto (que é o correto nesse caso).
Existem várias "versões" de Jesus por aí pois existem várias visões diferentes, mas não é possível que todas estejam corretas quando afirmam idéias diferentes a respeito da mesma pessoa. Por exemplo, nós cristãos cremos na Bíblia quando ela diz que Jesus ressussitou, mas existem aqueles que dizem que ele estava apenas num estado de letargia. E aí, nesse caso, quem está certo e quem está errado? Segundo a lei da não contradição não é possível que ambos estejam certos. Assim como não é verdadeira a visão de que todos os caminhos levam a Deus, e isso é óbvio, pois não é possível que todas as religiões estejam certas apontando diferentes "verdades" para o mesmo ponto: Como chegar a Deus.
Mas afinal, quem é então o verdadeiro Jesus e como Ele pode me ajudar a enxergar a verdade sobre o verdadeiro caminho a Deus? Bom, para encontrarmos a melhor resposta para essa pergunta devemos recorrer à Bíblia, o livro que nos leva ao conhecimento de Jesus, afinal, sem a Bíblia nós não conheceríamos Cristo, não conheceríamos nada sobre Deus.
Jesus afirma categoricamente Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim (João 14.6). Ele não abre a questão para diferentes possibilidades e caminhos, Jesus definitivamente não era um relativista. Agora eu vou dizer o porquê dEle não abrir a possibilidade!
Deus é um Ser Soberano em sua essência, Ele é o Criador de todas as coisas e Ele determinou um caminho para que cheguemos a Ele, não dá maneira que o homem deseja, mas da maneira que Ele deseja. Não somos nós quem decidimos a maneira como devemos chegar a Deus, mas Ele. O homem não tem essa autoridade, ainda que pense ter, não tem! O homem é um ser criado que precisa encontrar-se com o seu Criador a partir do caminho que o Criador lhe mostra.
O verdadeiro Jesus é o próprio Deus, que se fez carne e habitou entre nós (João 1.1-14), e nos mostrou o verdadeiro caminho para chegar ao Criador, mostrando que Ele mesmo é o caminho, pois Ele é o próprio Deus. O verdadeiro Jesus não é um profeta, não é um espírito iluminado, não é um grande sábio, Ele é o Deus verdadeiro, Deus Emanuel (Deus conosco), Ele é a fonte de vida.
Algumas pessoas ao lerem esse artigo pensaram que eu sou um tremendo fundamentalista religioso, somente mais um "crente fanático" que só sabe falar de Jesus, e que acha que é o dono da verdade. Se defender um ponto de vista verdadeiro, contrariando o relativismo religioso, mostrando ao mundo que Jesus é Deus e portanto o único caminho verdadeiro, me "torna" um fundamentalista para este mundo perdido, então eu realmente sou um fundamentalista.
O mundo não consegue oferecer solução para os verdadeiros problemas do homem, embora crie milhares de religiões, nenhuma delas consegue acabar com o vazio que existe dentro de todo homem, um vazio do tamanho de Deus.
Se você está realmente buscando encontrar o caminho para Deus, se realmente está interessado em encontrá-lo e ter a sua vida mudada, então dê essa chance ao verdadeiro Jesus, para que Ele te mostre o caminho, sendo Ele mesmo o próprio Deus. Permita-se ler mais a Bíblia e conhecer mais o que ela ensina a respeito do verdadeiro Cristo. Não vá pelo que o mundo diz, veja você mesmo o que Jesus pode e quer fazer na sua vida.
Que Deus nos abençoe!