terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

RELATIVISMO vs FUNDAMENTALISMO NO SÉCULO XXI

Por Pr. Rafael Gomes
Por que não creio no relativismo?
Não creio porque ele não serve para nada além de destruir e confundir as mentes das pessoas. Porque ele é um engodo, forjado no mais profundo abismo infernal, e oferecido aos homens como o fruto do Éden, para que todos possam ser como Deus: absolutos, soberanos e independentes. Engraçado como a tentação se repete, não?!
Mas você pode ser um relativista, e considerar minha afirmação acima como fundamentalista e radical! Ok, então eu o sou! E sou porque tenho conceitos formados, e bem fundamentados na minha mente e coração. Mas em um tempo de pré-conceitos, quem tem conceito não tem direito!
O relativismo não serve, pois é filosoficamente fraco. Logicamente ele é um pecador, pois afirma que duas premissas, sendo uma falsa e a outra verdadeira, são igualmente verdadeiras. Ou seja, eu sou cristão, creio que Jesus é Deus, o Verbo encarnado; mas você é muçulmano, e crê que Ele foi apenas mais um dos profetas de Alá. Temos aí duas proposições conflitantes. Como podem ambas estarem certas? Isso desafia a tabela verdade mais simples!
A busca pela verdade perde o sentido para os relativistas, pois tudo é verdadeiro. No entanto, se você discordar disso, então você provavelmente é um fundamentalista do novo milênio, assim como eu!
E por que dar um exemplo religioso para o assunto? Porque é aqui, talvez, onde essa geringonça filosófica mais mostra a cara.
Nos tempos atuais, religião é como um supermercado, cada um entra, pega o que quer, e vai embora satisfeito. Depois volta, quando aquilo que levou antes acabou, para que possa experimentar um pouco mais do mesmo ou de outros produtos. Isso é relativismo.
É isso que tem tornado as pessoas rasas de pensamento e de coração. Em contrapartida, serve de fantasia de gurú intelectual do século XXI, que conhece de tudo um pouco, mas não chega ao pleno conhecimento da verdade. No fim, essa fantasia só esconde a falência do relacionamento homem x Criador.

"Elas estão sempre aprendendo, e jamais conseguem chegar ao conhecimento da verdade." 2 Timóteo 3.7