sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

CARNAVAL vs SANTIDADE - BATALHA ENTRE CARNE E ESPÍRITO

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (João 14.21 )

Todos os anos eu vejo sites e blogs evangélicos escreverem sobre o carnaval, alertando as pessoas quanto às armadilhas oferecidas por essa festa. Ouço inúmeras pregações sobre o assunto e todos os tipos de mensagens sobre o quão maligna é esta festa e quão perigoso é esse período do ano. Mas enfim, estamos nós aqui novamente, no período de carnaval!
A minha intenção é bem simples com esta postagem: lançar uma dúvida na mente do leitor!

Queridos todos sabemos que muitas pessoas, ainda que não cristãs, buscam também agradarem a Deus, buscam uma comunhão com o Senhor, buscam uma forma em que possam estar em sintonia com Deus. É partindo deste ponto que começo o meu pensamento sobre esse período do ano.
Gostaria de aplicar um método lógico para podermos chegar a uma conclusão no final desta postagem. Vamos meditar sobre duas premissas.
1 - O carnaval, conhecido como festa da carne, é um período em que as pessoas buscam a satisfação dos seus prazeres nos limites mais exacerbados, ou seja, a carne tem total liberdade sobre o indivíduo, para fazer o que bem quiser.
2 - Sabemos que Deus é Santo em Sua essência, e que nEle não há mal algum, ou sombra de pecado alguma.  3 - Logo, Deus e pecado não coexistem, pois o pecado faz oposição à Santidade de Deus. 
Dessa forma, se andarmos em pecado, logicamente estamos em desacordo com a natureza de Deus, e por conseqüência não o agradaremos, nem teremos parte com Ele.
Por fim, é simples enxergarmos que ao darmos lugar à nossa carne, e alimentarmos os prazeres carnais da forma como é colocado pelo carnaval, automaticamente estaremos nos afastando da vontade de Deus para nossas vidas, que é uma vivência de equilíbrio, amor e comunhão com Ele.
Não é possível que uma festa carnal (como é considerada) esteja de acordo com a vontade de Deus.
Você pode até ir pular o carnaval, poderá "aproveitar" os quatro dias dedicados aos prazeres. Mas esteja certo de que na quarta-feira de cinzas o vazio novamente aparecerá, pois tudo isso não passa de momentos vazios, em que nos enganamos achando que a festa pode produzir algo de bom em nós, mas não produz nada permanente, apenas passageiro, como uma falsa alegria e satisfação.
Seja sincero com você; antes que você saia para pular o carnaval, pense em Deus, pense em Jesus, e reflita se essa festa é realmente boa e agradável aos olhos de Deus, a ponto dEle te ver na "curtição" e se encher de alegria.
Por fim, quero lhe deixar uma pergunta: o que motivará o teu coração nesse momento; a curtição do carnaval ou a intenção de buscar e agradar a Deus?
Fique na Paz!