quinta-feira, 15 de março de 2012

SER CRISTÃO: A DIFICULDADE QUE NINGUÉM QUER ENFRENTAR

E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Marcos 8:34

Um dos textos que sempre me salta aos olhos e à lembrança é o de Marcos 8.34, conforme transcrito acima. Sem dúvida alguma ele é muito profundo, e já escrevi sobre ele outras vezes. Mas como a Palavra de Deus é fonte inesgotável de inspiração, mais uma vez me coloco a escrever sobre essa maravilhosa, profunda e impactante palavra de Cristo.
Pensando na maneira de viver cristã eu sou levado a refletir sobre minhas atitudes, enquanto crente em Cristo.

Ao ler essa declaração de Jesus eu penso que não pode ser tão fácil ser cristão, e na verdade não é. Mas hoje em dia vemos um "evangelho" de facilidades e benefícios sendo pregado a parti de muitos púlpitos, por muitos que se consideram apóstolos, profetas, bispos, e por aí vai.
Pessoas interessadas na salvação e nas bênçãos de Deus (talvez, mais nas bênçãos do que na salvação) dão ouvidos a esses homens e mulheres, e começam a trilhar o caminho fácil, de um "evangelho" pobre e sem poder algum de transformação.
Mas isso é uma consequência, quase inevitável, de uma sociedade ansiosa por facilidades, lucros e comprometida apenas com a felicidade individual. Esse "evangelho" esdrúxulo é o resultado gerado pelo culto ao ego, e não tem, absolutamente, nada a ver com a verdade proclamada pelo Filho de Deus.
O cristianismo verdadeiro não é atrativo aos olhos humanos da mesma forma que o "evangelho" de prosperidade o é, pois ele traz dificuldades, traz angústia e uma total inconformidade com o mundo em que vivemos. Dificuldades por conta de uma vida separada deste mundo, que não deseja viver no pecado, angústia por ver as pessoas fecharem seus ouvidos para a Palavra de Deus, e inconformismo perpétuo por não sermos coniventes com os padrões deste mundo tenebroso.
O verdadeiro cristão anseia por ser transformado por Cristo, e assim viver em conformidade com a vontade do Senhor, tendo o seu caráter remoldado a cada dia. Ele não tem os seus pés firmados neste tempo presente, pois sabe que a sua herança é eterna, e está para além desta vida material.
O verdadeiro cristão está disposto a viver os sofrimentos de Jesus, cumprindo as aflições de Cristo em sua própria vida, por ter se tornado um com o seu Salvador, através do Espírito Santo que habita nele, e aguardando com grande ânimo a glória que há de se revelar em sua vida. (1 Pedro 4.13; Colossenses 1.24; 2 Timóteo 2.3)
Jesus, em momento algum, prometeu prosperidade, curas e bênçãos materiais, pelo contrário, Ele prometeu paz que excede a todo entendimento, ainda que nos falte o dinheiro, vida abundante em Deus, ainda que nos falte a saúde, e bênçãos sem fim na eternidade, ainda que para isso eu passe uma vida terrena sem desfrutar de bênçãos materiais.
O reino de Deus não é deste mundo, portanto, esperar vivê-lo em sua plenitude aqui neste mundo é vão. Graças a Deus pela Sua infinita bondade e misericórdia, que através de Jesus Cristo esse reino já foi inaugurado, e podemos começar a desfrutar dele aqui na terra. Mas ainda vivemos parte dele, porém, nós que estamos em Cristo viveremos completamente as grandiosidades infindáveis na eternidade, quando estivermos ao lado do Senhor. (Romanos 8.18)
O que podemos concluir com isso é que há um grande abismo entre o "evangelho" fácil e o evangelho do "tomar a cruz". As pessoas são enganadas por pseudo-pregadores televisivos, muitas vezes por buscarem a Deus apenas pelo que Ele pode fazer, e não pelo que Ele É. Multidões são privadas de viverem verdadeiramente o cristianismo sadio, e são conduzidas a enganos, extorsões sem fim e nanismo de sua fé.
O foco não é a vida eterna aqui, com dinheiro, carro zero na garagem e casa própria. O foco é na eternidade, onde a traça e o ladrão não podem destruir, nem roubar, o que Deus preparou para nós desde antes da fundação do mundo: uma eternidade ao Seu lado.

Que Deus a todos abençoe, e que possamos enxergar o real sentido de Jesus para nossas vidas